Notícias

Música e História: um mergulho nos porões do regime militar

Data de publicação:

* Música e História: um mergulho nos porões do regime militar (Imagem de divulgação da atividade)

No dia 1º de abril de 1964, uma página da História do Brasil foi virada. Vamos mergulhar juntos nessa época e procurar entender como as coisas funcionavam.

Com esse convite, o professor de História da 3ª série do Ensino Médio (diurno e noturno), Leandro de Almeida Silva, iniciou uma aula diferente, que reuniu no Auditório Padre Oliveira alunos de todas as turmas da série.

Por cerca de uma hora, as informações apresentadas pelo educador sobre o período do regime militar no Brasil alternaram-se com momentos culturais que privilegiaram outras linguagens, como a música e a literatura, em canções e textos interpretados por alunos, educadores e antigos alunos da escola.

Assim, durante a aula, os estudantes ouviram várias músicas compostas no período ("Roda Viva", "Apesar de você", "Deus lhe pague", "O bêbado e o equilibrista", entre outras), um pronunciamento do deputado Marcio Moreira Alves (personificado na atividade pelo aluno Rafael Reis Conceição - foto abaixo), um depoimento da atriz Bete Mendes (personificada na aula pela aluna Thaís Agostinho de Freitas - foto abaixo), uma fala do líder da ALN - Ação Libertadora Nacional, Carlos Marighella (personificado pelo aluno Gabriel Ícaro da Silva), e poemas de Cecília Meireles (declamados pela professora de Literatura, Maria Laura Müller da Fonseca e Silva, e pelo aluno Henrique Lovisi Ennes) e de Ferreira Gullar (declamado pela aluna Maria Laura Batalha Bello).

Organizador da atividade, o professor de História destaca a contextualização das informações, transformadas em conhecimento pelos estudantes, que assimilaram muito bem a proposta da atividade. "Gostei muito da disciplina dos alunos. Outro ponto interessante foi a fundamentação dos conteúdos. As explicações sobre as letras, as relações com a História, poesia, Literatura e arte em geral", partilha o educador.

Bastante elogiada pelos alunos e por educadores da escola que acompanharam a atividade, a aula foi encerrada com um texto de Frei Betto (lido pelos alunos Elio Moratori Teixeira e Débora Correia de Matos), que, em seu último parágrafo, aponta o caminho para a defesa do Estado Democrático de Direito:

Ensina teu filho a votar com consciência e jamais ter nojo de política, pois quem age assim é governado por quem não tem e, se a maioria tiver a mesma reação, será o fim da democracia. Que o teu voto e o dele sejam em prol da justiça social e dos direitos dos brasileiros, imerecidamente tão pobres e excluídos, por razões políticas, dos dons da vida.

Durante a aula, a aluna da 3ª série do Ensino Médio diurno, Ana de Castro Continentino, a antiga aluna Laura da Conceição Oliveira, o Assessor de Mídia e Comunicação da escola, Vinicius Moraes, o antigo aluno e professor de Física da série, Vinícius Balbino Paiva, e o professor de História da série, Leandro de Almeida Silva, interpretaram várias músicas compostas no período (Colégio dos Jesuítas - Auditório Padre Oliveira - 16/06/2015)

Os estudantes ouviram um pronunciamento do deputado Marcio Moreira Alves, personificado na atividade pelo aluno da 3ª série do Ensino Médio diurno, Rafael Reis Conceição (Colégio dos Jesuítas - Auditório Padre Oliveira - 16/06/2015)

Os estudantes ouviram um depoimento da atriz Bete Mendes, personificada na aula pela aluna da 3ª série do Ensino Médio noturno, Thaís Agostinho de Freitas (Colégio dos Jesuítas - Auditório Padre Oliveira - 16/06/2015)


* Publicado pela Assessoria de Mídia e Comunicação do Colégio dos Jesuítas

Instagram Acesse

Facebook Acesse

Fale conosco

Av. Presidente Itamar Franco, 1600
Centro - Juiz de Fora - MG
(32) 2101-5700
contato@coljes.com.br

Receba notícias do Colégio


Acesse
Moodle RJE Companhia de Jesus