Notícias

Com total protagonismo, estudantes debatem Direitos Humanos, Guerra e Globalização

Data de publicação: * NUJe - Nações Unidas do Jesuítas (projeto de simulação da Organização das Nações Unidas - ONU)

De 10 a 12 de agosto, cerca de 120 estudantes do Ensino Médio participam da 4ª edição da NUJe - Nações Unidas do Jesuítas, projeto de simulação da Organização das Nações Unidas (ONU).

Este é o ponto culminante do processo, mas a preparação para os debates e demais atividades começou bem antes. Assim, desde o primeiro semestre deste ano, os alunos estudam os temas que serão debatidos no Conselho de Direitos Humanos (Redes de tráfico: uma abordagem para os direitos humanos), no Conselho de Segurança (Guerra na Síria: as ameaças de um mundo polarizado) e na Assembleia Geral (Globalização em xeque: desafios para o mundo atual). "Participar da NUJe fomenta o desejo de conhecer e buscar mais sobre assuntos que envolvem o cenário internacional, proporcionando o prazer pelo saber e engrandecendo tanto academicamente como individualmente todos que dela participam. Solidifica o senso crítico, a percepção e a lógica que são necessários para estabelecer estratégias e acordos que perpassam por múltiplos interesses divergentes. Ademais, aguça a criatividade ao colocar o aluno em contato com diversas culturas", destaca o Diretor Acadêmico do Colégio dos Jesuítas, professor Francisco Juceme Rodrigues do Nascimento.

Desenvolvido na perspectiva da formação para a liderança, o projeto busca sensibilizar os jovens para que tenham, na justiça e no serviço, seus principais compromissos. Desse modo, seguir os princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos e visar à paz mundial contribuem para o sucesso nos debates. "Como simulação da ONU, organismo que tem por principais objetivos manter a paz mundial e assegurar que os Direitos Humanos sejam cumpridos, é notável o esforço que os delegados realizam para elevar as condições de vida e a segurança das populações de suas respectivas delegações, o que se transfere, passado o momento 'diplomático', para o cotidiano dos alunos. Isso faz com que eles busquem, em suas ações diárias e no que lhes é possível, ter uma visão humanitária e solidária", partilha o educador.

Todo o processo é desenvolvido de modo a estimular o protagonismo dos estudantes. Então, como consequência da autonomia conferida aos jovens pelos educadores do Colégio, acentua-se o comprometimento e o senso de responsabilidade dos integrantes da NUJe. "Participar das Nações Unidas do Jesuítas foi uma das experiências mais enriquecedoras de todo o meu Ensino Médio. O projeto fomentou em mim conceitos que vão muito além de um simples debate de ideias. Aprendi a ter senso crítico e percebi que, junto, alcancei noções geopolíticas, sociais, econômicas e de cidadania, que me trouxeram ganhos imensuráveis na minha vida cidadã e acadêmica", afirma o antigo aluno do Colégio, Moisés Moura Candido Neto, que atuou como Delegado dos EUA em 2015 e na Mesa Diretora do Conselho de Segurança em 2016.


Conselho de Direitos Humanos (CDH)

O Conselho de Direitos Humanos da ONU foi criado em maio de 2006, substituindo a Comissão de Direitos Humanos. Diferentemente de outros órgãos, neste, a participação de organizações não governamentais é permitida, porém, apenas como observadoras. A questão do tráfico humano está sempre em alta no cenário internacional: a diversidade de tipos e rotas, sua complexidade de organização e o alto retorno financeiro geram grandes dificuldades para combatê-lo. Cientes desses obstáculos, os delegados deverão tentar estabelecer alianças e criar propostas para restringir todo e qualquer tipo de tráfico, garantindo, assim, o cumprimento dos Direitos Humanos. Ao se prepararem para os debates, os estudantes despertam sua atenção para a relação direta do tema com a pobreza e o subdesenvolvimento, uma das chaves para se compreender a questão como um todo.


Conselho de Segurança (CS)

O Conselho de Segurança das Nações Unidas foi criado em 1945, logo após o término da 2ª Guerra Mundial. Desde a fundação, suas intenções são nítidas: assegurar a paz e a segurança de todas as nações, sendo capaz de estabelecer sanções internacionais àqueles que cominam a segurança mundial, bem como atentar-se para atritos que podem culminar em conflitos de dimensão global, zelando pela ordem e equilíbrio internacionais. Em relação ao tema específico desta edição, a preparação dos estudantes contemplou temas como o surgimento do Islamismo, a origem do Território Sírio, a Primavera Árabe, entre outros.


Assembleia Geral (AG)

A Assembleia Geral é o principal órgão representativo das Nações Unidas, um espaço em que toda nação tem igual importância para tratar das questões pendentes. Em 2017, a AG propõe aos países convocados a discussão sobre a globalização e seus desafios para o mundo atual, com todas as questões que tal debate movimenta, como os reflexos da extração de recursos naturais, questões econômicas e que envolvem as políticas externas dos países, entre tantos outros pontos.


Documento de Posição Oficial (DPO)

A todo momento, seguindo a política externa do país que representa, cada delegado deve elaborar sua participação com base no Guia de Estudos publicado antecipadamente e, sobretudo, em sua pesquisa individual. Na reta final da preparação, que inclui a participação de todos os delegados em um "workshop", os estudantes precisam apresentar o Documento de Posição Oficial, uma ferramenta que possibilita aos outros delegados e à Mesa Diretora entendimento sobre o posicionamento de seu país dentro do Comitê, o que auxilia nas negociações, nos debates e na formação de alianças. No DPO, entregue antecipadamente à Mesa Diretora, o delegado apresenta seu país, fala sobre sua política externa e objetivos gerais, explicita qual tem sido o posicionamento do país em relação ao tema que será debatido, informa se o país já tomou alguma providência ou fez alguma declaração oficial sobre o assunto, aborda a visão do país quanto à forma como o tema tem sido tratado internacionalmente, se há acordos com outros países que lidam com o tema e/ou se tem cooperado para ajudar outros países. Ainda, demonstra que recomendações o país têm em relação ao tópico debatido e o que o delegado gostaria de ver alcançado na resolução final.


Comunicação, Cultura e "Staff"

Além da delegação, estudantes desenvolvem trabalhos no Comitê de Comunicação (responsável pela divulgação e cobertura midiática das atividades), no Comitê de Cultura (responsável por ampliar o conhecimento dos participantes em relação à cultura de outros países) e no "Staff" (responsável por toda a logística do projeto).

O Comitê de Cultura também organiza a Solenidade de Abertura da NUJe, que inclui expressões artísticas e o pronunciamento da Direção do Colégio. Durante todo o processo, a aprendizagem é profunda e significativa. "Poderia ficar horas e horas falando sobre este projeto que, de maneira imensurável e plurissignificativa, mudou a minha forma de ver e sentir o mundo. Ao participar da NUJe por dois anos consecutivos, não tive apenas minha potencialidade acadêmica explorada. Como delegado, pude olhar o indivíduo 'através da lente', ter empatia, virtude essencial na contemporaneidade", ressalta o estudante Mateus Leri Silverio da Silva, Delegado no Conselho de Direitos Humanos em 2015 (representando a Índia) e em 2016 (representando o Iraque).


NUJe - 2017

No início da semana, estudantes que integram o Comitê de Comunicação produziram e compartilharam, em um dos espaços de comunicação do projeto (www.facebook.com/nujesuitas/), um vídeo com informações da 4ª edição da NUJe.


Programação

  • 10 de agosto (quinta-feira)
    16h30min - Credenciamento
    18h às 18h30min - Exposição
    19h às 21h - Abertura

  • 11 de agosto (sexta-feira)
    14h às 18h - Debate
    18h às 19h - "Coffee Break"

  • 12 de agosto (sábado)
    8h às 12h - Debate
    12h às 13h30min - Intervalo para almoço
    13h30min às 17h45min - Debate
    18h - Encerramento


* Publicado pela Assessoria de Mídia e Comunicação do Colégio dos Jesuítas

Instagram Acesse

Facebook Acesse

Fale conosco

Av. Presidente Itamar Franco, 1600
Centro - Juiz de Fora - MG
(32) 2101-5700
contato@coljes.com.br

Receba notícias do Colégio


Acesse
Moodle RJE Companhia de Jesus