Extracurricular

Extracurricular

Usina Solar Padre Furusawa

No dia 23 de junho de 2018, foi inaugurada a primeira usina fotovoltaica criada por uma rede de colégios e escolas do Brasil. Instalada na cidade mineira de Santa Rita do Sapucaí, a Usina Solar Padre Furusawa é uma iniciativa de três unidades da Rede Jesuíta de Educação - RJE (Colégio dos Jesuítas/Juiz de Fora, Colégio Loyola/Belo Horizonte e Escola Técnica de Eletrônica Francisco Moreira da Costa-ETE FMC/Santa Rita do Sapucaí), que, inspiradas em documentos e princípios norteadores da Companhia de Jesus, uniram-se para uma ação conjunta de cuidado com o meio ambiente.

* Usina Solar Padre Furusawa

O empreendimento é uma concretização do compromisso da Companhia de Jesus com o meio ambiente e uma cultura sustentável. "Nosso país é privilegiado em incidência solar e carente de alternativas para a dependência das usinas hidrelétricas. Esta iniciativa quer ser um primeiro passo para que outras unidades da Rede Jesuíta de Educação e também outras organizações e empresas no Brasil passem a se beneficiar deste investimento sustentável, ambientalmente e, também, financeiramente. Agradecemos a Deus a imensa dádiva do nosso astro maior e peçamos que Ele abençoe e confirme este bom propósito!", destaca o Secretário da Educação da Província dos Jesuítas do Brasil, Padre Sérgio Mariucci, SJ.

A Usina Solar Padre Furusawa ocupa um terreno de 15 mil metros quadrados e conta com 4200 painéis solares que produzirão de 1,113 megawats a 1,5 gigawatts por ano. "A produção equivale ao consumo diário de 860 casas, de acordo com a média brasileira", destaca o Diretor Geral da ETE, Alexandre Loures Barbosa. Além de garantir energia para todos os colégios da RJE em Minas Gerais, outro grande objetivo é reduzir significativamente a emissão de CO2: com o uso da energia gerada pelas placas, 582 toneladas de dióxido de carbono deixarão de ser lançadas na atmosfera. O projeto também possibilitará vivências pedagógicas, por meio de cursos técnicos abordando essa tecnologia e proporcionando a integração com estudantes de outras unidades da RJE.


Padre Furusawa

O nome da Usina é uma homenagem a José Motoyasu Furusawa. Nascido em 1920 na cidade de Kuiamoto, sul do Japão, chega com sua família ao Brasil aos nove anos de idade, ingressando na Companhia de Jesus em 1940. Ordenado em 1950, chega a Santa Rita do Sapucaí em 1963 e leciona Eletrotécnica e Eletricidade até 1991 na Escola Técnica de Eletrônica. Conhecido carinhosamente como Padre Furu, foi o responsável por toda a instalação elétrica dos atuais prédios da ETE FMC e criador do sistema de aquecimento solar dos antigos alojamentos. Preocupado com as questões de saúde e meio ambiente, o jesuíta sempre utilizou a bicicleta como meio de transporte, tornando-se esta a sua "marca registrada".

* Padre José Motoyasu Furusawa, SJ


Ato solene de Inauguração

No Ato solene de Inauguração da Usina Solar Padre Furusawa, a comunidade educativa do Colégio dos Jesuítas foi representada por um grupo formado pelos padres jesuítas Mário Sündermann e José Robson Silva Sousa, por educadores de diferentes áreas da instituição e por cinco estudantes que integram a diretoria do GREJ - Grêmio Estudantil do Jesuítas.

* Usina Solar Padre Furusawa - Inauguração (23/06/2018)

A novidade foi muito bem recebida por estudantes e educadores do colégio da Companhia de Jesus em Juiz de Fora. "Quando fomos convidados para a inauguração, ficamos impressionados e encantados com a ideia de uma iniciativa prática com o objetivo de usar energia limpa, mas sem saber da dimensão da Usina. Um investimento alto que nos traz o aprendizado de tomarmos projetos inovadores como exemplo, principalmente de que a tecnologia pode ser usada em favor da sustentabilidade", partilha o estudante da 1ª série do Ensino Médio, Caio de Magalhães Brega.

Com a sensibilização dos estudantes para a realização de novos projetos, a Usina Solar estimula possibilidades de ações locais e de trabalhos interdisciplinares. "Além da contribuição direta da Usina, minimizando impactos ambientais como aquecimento global e efeito estufa, um movimento envolvendo estudantes e educadores nas escolas pode potencializar seus benefícios. Por isso, vamos nos reunir no Colégio para pensarmos juntos possíveis projetos relacionados ao tema", destaca a professora de Química do Ensino Médio, Milena Berteli.

De fato, na formação de homens e mulheres conscientes, competentes, compassivos e comprometidos, a contribuição das unidades da Rede Jesuíta de Educação e da Província dos Jesuítas do Brasil para o planeta não tem preço!

* Usina Solar Padre Furusawa - Inauguração (23/06/2018)


Rede Jesuíta de Educação

A Rede Jesuíta de Educação é responsável no Brasil por 17 centros de aprendizagem, com aproximadamente 31 mil alunos e 2 mil educadores, além de manter seis faculdades e universidades. A Rede também atua na área da Educação Popular, por meio de iniciativas como o Centro Santa Fé, Projeto OCA (Oficinas Culturais Anchieta), CAC (Centro Alternativo de Cultura) e Fundação Fé e Alegria, presente em 14 estados e atendendo mais de 10 mil crianças e adolescentes.

Instagram Acesse

Facebook Acesse

Fale conosco

Av. Presidente Itamar Franco, 1600
Centro - Juiz de Fora - MG
(32) 2101-5700
contato@coljes.com.br

Receba notícias do Colégio


Acesse
Moodle RJE Companhia de Jesus